Diferença entre sunitas e xiitas

Diferença entre sunitas e xiitas

Sunitas e Xiitas são grupos islâmicos que desde a morte de Maomé estão separados e partes mais radicais de cada grupo muitas vezes promovem atentados terrorista contra o outro grupo.

Para falar da diferença entre xiitas e sunistas é necessário fazer alguns esclarecimentos  sobre o islã para ficar mais fácil entender.

Califado e califas

O califado é uma unidade política e de liderança do islamismo, os membros desse território são governados pelo califa, que é o chefe maior desse Estado. Hoje em dia não existe mais o califado, os territórios são divididos em países e subdivididos conforme legislação de cada país como por exemplo, estados, províncias, cidades. 

Maomé

Maomé foi um líder religioso, político e militar árabe. Ele também é o último profeta de Deus, segundo os muçulmanos.

Muitos acreditam que os muçulmanos veem Maomé como um ser divido, mas na verdade eles tem consciência que Maomé é um ser humano, porém acreditam que ele é o mais perfeito entre os seres humanos.

Maomé tinha uma vida religiosa bem ativa, ele costuma se retirar para poder meditar em um monte próximo a Meca. Os muçulmanos acreditam que enquanto Maomé fazia um de seus retornos, ele foi visitado pelo anjo Gabriel que que o fez recitar os versos enviados por Deus, e após sua morte, estes versos foram integrados no corão.

sunitas

O sunitas são o maior ramo do Islamismo, sendo que hoje representam mais de 80% dos muçulmanos no mundo. Esse grupo islão defendia no passado que o sucessor de Maomé como califa, fosse um representante escolhido pelo povo. A escolha do Califa na época era através de uma eleição na Majlis al Ummah, órgão que congregava as principais lideranças tribais. Naquela situação o escolhido foi Abacar, sogro de Maomé.

Os sunitas são um ramo do islão ortodoxo, mais tradicionais, inclusive a palavra sunita vem de "Ahl al-Sunna", as pessoas da tradição. 

xiitas

Nos primórdios da história do islamismo o grupo conhecido como xiitas atuavam como um partido político, inclusive o nome xiita significa "Shiat Ali", ou partido de Ali. O grupo é pequeno e representa um pouco mais de 10 % dos muçulmaos, porem dependendo da região eles são a maioria.

O irão é o país com maior número de Xiitas, cm mais de 90% da população. Outros países com mais de 50 % da população xiitas, são o Azerbaijão, Barém e Iraque. 

Quando o profeta Maomé faleceu, os xiitas defendiam que o próximo califa deveria seguir a regra da hereditariedade, e no caso o nome escolhido deverias ser de o genro de Maomé, Ali.

Ali chegou a liderança do Islamismo, porem mais tarde. O sucessor de Maomé escolhido foi Abacar, um companheiro e amigo próximo de Maomé. Em 634, a morte de Abacar resultou na sucessão de Omar como o califa, seguido por Otomão e então Ali assumiu como o quarto Califa após Maomé, porem para os xiitas ele é o primeiro.

Autoflagelação

A autoflagelação é o ato de causa dor em si mesmo. Cada grupo ou pessoa que pratica o ato de castigar-se fisicamente tem um motivo particular. No islamismo a pratica do autoflagelamento é praticado pelos xiitas no dia da Ashura , que é quando os devotos lembram da morte de Hussein, neto de Maomé.

A autoflagelação é praticado por homens e crianças que utilizam lâminas, correntes e espadas durante os rituais.

Casamento temporário

Uma pratica muito bem aceita entre os xiitas é a do casamento temporário, que é um casamento que pode durar desde apenas poucas horas até alguns dias, e é usado principalmente durante viagens do homem. 

O casamento temporário é realizado por um clérigo islâmico, onde o homem paga uma taxa que é dividida entre o clérigo e a mulher.

Os sunitas condenam essa pratica, mas há indícios que Maomé era adepto e recomendava o casamento temporários ao soldados e companheiros.